Surto em sauna prova que coronavírus não morre com temperatura

Por

Apesar de estudos iniciais sugerirem que o coronavírus não sobreviveria em altas temperaturas,  uma pesquisa na cidade de Huai’an com usuários de uma sauna aponta para a direção contrária. Nove homens, entre 24 e 50 anos, manifestaram a doença após visitarem a sauna – com temperatura entre 25° e 41° e umidade em torno de 60%.

Apesar das novas informações, os cientistas alertam que é necessário prosseguir nos estudos para definir com mais detalhes o comportamento do coronavírus em altas temperaturas.

Fonte: METROPÓLES

Você pode gostar