Segurança de prefeito é feito refém de bandidos

Por

Na manhã desta terça-feira (15) o segurança do prefeito de Poconé, Tatá Amaral (PR), foi feito refém durante um assalto. Os bandidos levaram o segurança para uma casa abandonada que funcionou como cativeiro. Os criminosos chegaram na casa da vítima e o chamaram pelo nome.

Ao verificar o que estava acontecendo, ele foi rendido pelos suspeitos. Segundo a vítima, os bandidos queriam sua arma de fogo, visto que ele era segurança e já foi Policial Militar.

Entretanto, ele disse que não estava com arma, momento que em foi amordaçado e levado para uma casa abandonada.

Os criminosos deixaram o carro do segurança no cativeiro, mas fugiram levando seus pertences.

A Polícia Civil foi acionada e a vítima foi encontrada no cativeiro.

No local, os policiais visualizaram mensagens fazendo alusão a uma facção criminosa e outra frase “motivacional” na parede. “Se eu avançar, siga-me. Se eu recuar, mate-me. Se eu morrer vingue-me”.

Há suspeita de que os criminosos teriam a intenção de roubar o prefeito, mas acabaram sequestrando o segurança.

Você pode gostar