Retrospectiva 2020: relembre o que foi notícia em maio

Por

dia10 de maio marcou a passagem de três décadas de funcionamento da Agência Brasil. O serviço de notícias da Empresa Brasil de Comunicação(EBC) recebeu, entre janeiro e abril deste, ano mais de 54 milhões de visualizações em sua página na internet.

 A EBC lançou, no dia 11 de maio, o projeto Minuto pelo Brasil, uma ação que oferece informação com credibilidade e prestação de serviços à sociedade.

Uma opção de lazer até pouco tempo considerada “retrô”, o cinema drive-in voltou à moda durante a pandemia do novo coronavírus.

Em maio, o Ministério da Saúde divulgou novas diretrizes para orientar a definição de medidas de distanciamento social. As propostas serviram como guia de análise da situação de cada estado ou cidade.

Pesquisa realizada em maio pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) com cerca de 400 médicos de 23 estados e do Distrito Federal mostra que 89,2% dos especialistas entrevistados destacaram o agravamento de quadros psiquiátricos em seus pacientes devido à pandemia de covid-19.

Desde o decreto de pandemia, feito em março, até maio desde ano, o número de transplantes no Brasil caiu. Os transplantes de rim, que representam 66.89% da lista, foram os que registraram maior queda.

Levantamento de denúncias feitas por meio do Disque 100 mostrou que, dos 159 mil registros feitos ao longo de 2019, 86,8 mil foram de violações de direitos de crianças ou adolescentes -um aumento de quase 14% em relação a 2018.

Em meio a tensões registradas em maio no Brasil e no exterior, o dólar aproximou-se de R$ 5,90 e voltou a bater recorde.

A Petrobras anunciou em maio a descoberta de óleo de alta qualidade na área sudeste do Campo de Búzios, na região do pré-sal da Bacia de Santos (SP), além de confirmar maior potencial também no pré-sal do campo de Albacora, na Bacia de Campos (RJ).

O Conselho Nacional da Amazônia Legal anunciou, em maio, a deflagração de operações contra “atividades ilegais em áreas protegidas por lei federal”, a partir de Porto Velho, Cuiabá e Marabá (PA). As ações ocorreram no âmbito da Operação Verde Brasil 2.

A Polícia Federal anunciou em maio a prisão em flagrante de uma dupla de estelionatários que tentava realizar saques indevidos com cartões do Bolsa Família. Segundo a PF, a dupla teria retirado com sucesso cerca de R$ 96 mil de contas que receberam parcelas do auxílio emergencial.

A atriz e radialista Daisy Lúcidi morreu em maio, aos 90 anos, no Rio de Janeiro. Ela estava internada no centro de terapia intensiva (CTI) do Hospital São Lucas, na zona sul da capital e morreu por complicações decorrentes de infecção por covid-19.

Morreu em maio, aos 73 anos, o compositor e escritor brasileiro Aldir Blanc, por complicações causadas pela covid-19, depois de ficar mais de duas semanas na UTI do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe).

O ator Flávio Migliaccio, de 85 anos, foi encontrado morto em maio pelo caseiro no sítio onde morava, no município de Rio Bonito, região metropolitana do Rio de Janeiro.

Willians Mar da Silva, conhecido como “Peruca”, faleceu em maio após um infarto fulminante. Ele era operador de áudio e atuava nas rádios da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

O jornalista Murilo Melo Filho, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), morreu no Hospital Pró-Cardíaco, de falência múltipla de órgãos.

Morreuo jornalista e escritor Gilberto Dimenstein, aos 63 anos. Dimenstein faleceu enquanto dormia de complicações decorrentes de câncer do pâncreas que tratava há nove meses.

Morreuno Hospital AC Camargo, na capital paulista, aos 67 anos, o jornalista e escritor Luiz Maklouf Carvalho. Ele tratava de um câncer de pulmão havia dois anos.

O jornalista Newton Zarani faleceu, aos 93 anos, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), em um hospital no Méier, zona norte do Rio de Janeiro.

Após uma semana internado com sintomas da covid-19, o escritor Sérgio Sant’Anna morreu aos 78 anos, no Rio de Janeiro. Consagrado contista e quatro vezes vencedor do prêmio Jabuti, Sant’Anna teve a morte confirmada pelo Hospital Quinta D’or.

Morreu, no Rio de Janeiro, o artista plástico Abraham Palatnik, de 92 anos, vítima de covid-19. Ele estava internado no Hospital Copa Star, em Copacabana, na zona sul.

O ex-técnico da seleção brasileira masculina de basquete Renato Brito Cunha – medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Japão) em 1964 -morreu em maio, aos 94 anos, em São Paulo (SP).A causa da morte não foi divulgada.
TV Brasil.

POR AGÊNCIA BRASIL

Você pode gostar