Projeto de vereadora dispõe sobre o combate à “Pobreza Menstrual”

Por

Foi aprovado pela Câmara Municipal de Várzea Grande, na sessão ordinária desta terça-feira (22.06), o Projeto de Lei de autoria da vereadora Rosy Prado (DEM), que dispõe sobre o combate à “Pobreza Menstrual”, na educação do município.

O projeto prevê a distribuição gratuita de absorventes às meninas do 5° ao 9° ano, do Ensino Fundamental I, sendo esta a faixa etária escolar de responsabilidade municipal.

A ideia percorreu o Brasil nos últimos dias e já teve a sua aprovação dada na Assembleia Legislativa estadual. Resultado de grande repercussão entre coletivos de jovens mulheres.

Tendo como objetivo promover a redução da evasão escolar e doenças ginecológicas, a vereadora destacou a importância e a responsabilidade de um projeto como este.

Várzea Grande se une, então, à demandas progressistas e a vereadora prometeu provocar e cobrar o poder executivo para a efetivação da lei nas escolas.

Você pode gostar