Polícia prende três envolvidos de aplicarem golpes pela internet em Cuiabá

Por

Uma associação criminosa envolvida em crimes de estelionato cometidos pela internet foi desarticulada pela Polícia Civil, nesta terça-feira (23.02), com a prisão de três envolvidos, realizada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), em Cuiabá.

Os três suspeitos (duas mulheres e um homem) foram flagrados quando tentavam sacar o dinheiro adquirido com o golpe e foram autuados em flagrante pelos crimes de estelionato, extorsão e associação criminosa.

As investigações iniciaram após a vítima de extorsão entrar em contato com a equipe da GCCO, relatando que recebeu uma grande quantia em dinheiro em sua conta, a qual ela não sabia a origem. Após o recebimento do valor, ela passou a receber mensagens de WhatsApp com ameaças, dizendo que se ela não transferisse o dinheiro sofreria graves consequências.

Temendo a situação, a vítima registrou um boletim de ocorrência e fez a transferência para a conta indicada pelos criminosos. Com o conhecimento do caso, os policiais da GCCO iniciaram as diligências para identificar possíveis envolvidos no crime, recebendo informação sobre uma mulher que estava tentando sacar uma expressiva quantia em dinheiro no Banco do Brasil, demonstrando grande nervosismo.

Na agência bancária, os policiais encontraram a suspeita no guichê de atendimento tentando sacar R$ 27, 5 mil que foram transferidos para sua conta. Dentro do banco, os investigadores identificaram outro integrante do grupo criminoso, que questionado confessou que estava acompanhando a suspeita e ainda que havia mais uma mulher do lado de fora do banco aguardando o casal.

Durante entrevista, o trio revelou que havia ido até o banco para sacar o dinheiro adquirido com o golpe cometido pela internet. Diante das evidências os suspeitos foram conduzidos à GCCO, onde após serem interrogados foi lavrado o flagrante.

De acordo com o delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, o grupo está envolvido em golpes aplicados através de sites de compra e venda pela internet, conhecido como “Golpe da OLX” com vítimas em todo o Brasil.

“As investigações iniciaram com a comunicação da vítima de extorsão em Cuiabá, porém vítimas de estelionato são das cidades de Araucária (PR) e Ubatuba (SP). Através da ação rápida, foi possível identificar os integrantes desse grupo criminoso que atua utilizando contas de laranjas e algumas vezes deles mesmo. Além da prisão dos suspeitos, foi  possível a identificação de outros integrantes do grupo e o bloqueio bancário do valor, que será restituído as vítimas”, disse o delegado.

As investigações seguem em andamento.

Você pode gostar