Polícia prende três acusados de espancar rapaz em festa

Por

Três pessoas envolvidas em um homicídio ocorrido no mês de novembro no distrito Vila Matão em Pontes e Lacerda (448 km a oeste de Cuiabá) foram presas pela Polícia Civil na segunda-feira (14.12), em operação deflagrada com objetivo de dar cumprimento de mandados de prisão temporária e de busca e apreensão domiciliar.

A ação desencadeada pela equipe da Delegacia de Pontes e Lacerda contou com apoio de policiais das Delegacias de Jauru e Vila Bela da Santíssima Trindade. As ordens judiciais foram decretadas pela 3ª Vara Criminal de Pontes e Lacerda com base nas investigações da Delegacia do município e além da prisão dos suspeitos resultou na apreensão de cinco armas de fogo.

O crime que vitimou Renato Espinoza da Silva, 29 anos, ocorreu no dia 22 de novembro, durante uma festa no distrito do Vila Matão. Segundo as informações, a vítima estava no local em posse de uma arma de fogo, tipo espingarda, ameaçando populares. Em determinado momento, um grupo de pessoas desarmou a vítima e passou a espancá-la.

Após as agressões, a vítima chegou a ser socorrida por familiares sendo resgatada pelo Corpo de Bombeiros na estrada já a caminho do Hospital, porém não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois dos primeiros socorros.

Assim que tomou conhecimento dos fatos, a equipe da Polícia Civil iniciou as investigações conseguindo identificar quatro pessoas envolvidas no crime. Com base nas apurações, foi representado pelas ordens judiciais contra os suspeitos. Sendo expedidos um mandado de prisão temporária e dois de busca e apreensão domiciliar.

Na segunda-feira (14), os policiais deram cumprimento aos mandados, sendo apreendido durante as buscas cinco armas de fogo e várias munições de diferentes calibres, que resultou na prisão em flagrante de outras duas pessoas pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições.

Diante dos fatos, todo material foi apreendido e os suspeitos encaminhados para a Delegacia de Pontes e Lacerda, onde foi lavrado o flagrante, além de tomadas as providências cabíveis para o cumprimento do mandado de prisão temporária.

Você pode gostar