Polícia prende acusado de participar de execução de Delegado da Polícia Civil

Por

Na tarde desta sexta-feira (16/07), a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO/MT), realizou a prisão de um dos envolvidos na execução do Delegado da Polícia Civil Clayton Leão, titular da 18a Delegacia de Camaçari/Bahia e chefe do Comando de Operações Especiais (COE) daquele estado.

O crime, que ocorreu em 2010, gerou comoção por ter sido acompanhado em tempo real, enquanto o delegado no interior de seu veículo, dava entrevista ao vivo a uma emissora de rádio local, momento em que foi executado com dois tiros na cabeça.

O criminoso, de alta periculosidade, responde a diversos processos e havia sido condenado por latrocínio no estado da Bahia. A prisão teve o apoio da Delegacia de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) da Polícia Civil da Bahia e da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Civil de Mato Grosso.

A FICCO/MT recebeu informações de que o foragido estava em Várzea Grande/MT e tinha o objetivo de fugir para Bolívia. A equipe de policiais identificou e localizou o criminoso, que foi preso e conduzido para a Superintendência da Polícia Federal para as devidas providências, e em seguida encaminhado ao presídio.

O delegado da Polícia Civil de Mato Grosso, Frederico Murta, supervisor da FICCO/MT, ressaltou que a eficiente troca de informações entre as agências de inteligência e o pronto apoio prestado pelas equipes de investigadores da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da PJC/MT, foram essenciais para o êxito na recaptura do criminoso foragido antes que ele conseguisse deixar o país.

A FICCO/MT consiste em uma força tarefa composta pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Judiciária Civil, Polícia Militar e sistema prisional e tem por objetivo realizar uma atuação conjunta e integrada no combate ao crime organizado que atua no Estado do Mato Grosso.

Você pode gostar