Pleito de policiais na Previdência será defendido pela bancada da bala

Por

PSL, partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, definiu que não apresentará destaques sobre os pleitos das forças de segurança na reforma da Previdência no plenário da Câmara dos Deputados. A orientação de voto, porém, ficará em aberto. Nesse cenário, o abrandamento das regras de aposentadoria será proposto pelo Partido Liberal, que dedicará ao tema um dos dois destaques aos quais tem direito.

O deputado Capitão Augusto (PL-SP) pretende reapresentar uma emenda semelhante ao destaque 40, igualando as regras das Forças Armadas à Polícia Federal e à Polícia Rodoviária Federal. O pedido anterior, apresentado pelo PSD, foi derrotado na comissão especial.

Você pode gostar