Moro diz que orçamento de 2020 pode prejudicar segurança

Por

Em ofício enviado ao ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, reclama do montante disponibilizado para a pasta no orçamento de 2020 e pede mais recursos para as ações do ministério. O texto foi obtido pelo jornal O Globo.

Moro afirma que o orçamento disponibilizado para o ministério irá resultar em um “alarmante cenário de inviabilização de políticas públicas de segurança, cidadania e justiça essenciais para a sociedade brasileira”. Segundo o ministro da Justiça, o valor “gera preocupação quanto à viabilidade de implementação” das ações da pasta, como operações policiais e ações de combate ao tráfico, ao crime organizado e à corrupção.

O documento faz parte das discussões dentro do governo para o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2020, que será encaminhada ao Congresso Nacional até o dia 31. O ofício foi assinado na última quarta-feira (21/08/2019) e ainda não obteve resposta de Guedes.

O valor previamente disponibilizado para a Justiça, de R$ 2,6 bilhões, é 32% menor se comparados com o orçamento autorizado para 2019, segundo Moro.

Você pode gostar