Homem acusado de duplo homicídio é morto durante troca de tiros

Por

Um homem identificado como Geraldo Rodrigues Filho, 49 anos, que é acusado de um duplo homicídio no município de Peixoto de Azevedo (674 km de Cuiabá), foi morto após uma intensa troca de tiros com policiais em uma região próxima a Guarantã do Norte (709 km de Cuiabá). O suspeito foi alvejado na tarde desta segunda-feira (30) enquanto tentava fugir do cerco policial.

Os policiais receberam a informação de que um suspeito de homicídio estaria no município de Peixoto e no domingo (29) teriam ido até onde Geraldo estava. Ao chegar lá, os militares já foram recebidos por disparos de arma de fogo, o que foi revidado para uma tentativa de cessar o confronto.

Durante a troca de tiros, o suspeito conseguiu fugir e acabou entrando em uma região de mata fechada, onde acabou sendo seguido por diversos policiais. Na madrugada da segunda, acabou saindo deste local se deparou novamente com os PMs. Houve uma outra troca de tiros e o criminoso conseguiu pular o muro de um cemitério próximo e, por conta da iluminação precária, novamente fugiu.

A equipe policial solicitou apoio dos policiais do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), pois havia uma nova informação de que Geraldo estaria em um lago ali próximo. O local foi sobrevoado, mas o suspeito não foi localizado.

Por fim, houve uma denúncia através do Ciosp, que haveria um rapaz com as características do homicida, andando pelas ruas de Guarantã. Na sequência, os agentes de segurança se dirigiram para o local indicado e o mesmo foi localizado na BR-163. Ao perceber a presença policial, Geraldo acelerou a moto e  próximo a um matagal saltou do veículo em movimento e entrou em uma mata.

Na sequência, após cair no chão, o suspeito sacou a arma e começou a atirar contra os policiais que revidaram os disparos e, após uma intensa troca de tiros, acabou sendo alvejado ali mesmo.

Os membros da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estiveram no local para os devidos trabalhos técnicos, juntamente com a Polícia Civil.

Com o suspeito, foram encontradas sete munições deflagradas, 11 outras intactas e outras duas espingardadas, além de vários pertences, como celulares e relógios, que foram recolhidas pelos policiais.

 

Você pode gostar