“Governo está olhando com atenção para o setor e recursos darão alívio”, afirma presidente da Abrasel

Por

A presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Mato Grosso (Abrasel-MT), Lorenna Bezerra, afirmou que o pacote de socorro financeiro a bares, restaurantes e eventos dará alívio de caixa ao setor, bastante afetado pela pandemia da Covid-19.

O pacote, anunciado pelo governador Mauro Mendes, na quinta-feira (11.03), inclui prorrogação de impostos e novas linhas de crédito para estes segmentos no montante de R$ 55 milhões. Os Microempreendedores Individuais (MEI), micro e pequenas empresas também serão beneficiados com as medidas.

“O Governo tem olhado com bastante atenção para o setor, não só para bares e restaurantes, mas também para os produtores e fornecedores de eventos e turismo, que são os que mais sentiram por conta da pandemia. As linhas de crédito são um caminho para um alívio maior para o setor”, disse Lorenna, nesta sexta-feira (12.03).

Pacote financeiro

As linhas de crédito poderão ser solicitadas junto à Desenvolve MT, de forma a colaborar para que os empresários destas áreas possam equilibrar o fluxo de caixa, repor estoques, pagar salários, fornecedores, fazer investimentos, entre outros.

Para os empreendedores do tipo MEI, o Governo de Mato Grosso vai liberar R$ 15 milhões, sendo possível o tomador do empréstimo requerer até R$ 10 mil com prazo de 24 meses para pagamento. A carência é de até seis meses e, se as parcelas forem pagas em dia, o juro é zero.

Outros R$ 15 milhões estarão disponíveis para o segmento de bares, restaurantes e eventos. O valor para empréstimos será de até R$ 50 mil por empresa, com taxa de juros de 6% ao ano. Com as parcelas pagas em dia, o empresário terá os juros reduzidos para 4,80% ao ano. O prazo é de até 42 meses, com máximo de 6 meses de carência.

Também serão liberados R$ 25 milhões às micro e pequenas empresas, destinado a investimento e capital de giro associado, com limite de até R$700 mil por tomador e até R$ 50 mil para capital de giro dissociado. Os empreendedores interessados podem acessar o “Portal de Crédito” da Desenvolve MT e simulações, cadastramento e solicitação de propostas de crédito de forma on line.

Além dos financiamentos, especificamente ao segmento de bares, restaurantes e eventos será permitido o parcelamento das dívidas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por até 60 meses, para operações ocorridas até julho de 2020.

Para as empresas deste segmento inscritas no Simples Nacional, será possível postergar o ICMS de março, abril e maio deste ano, que poderá começar a ser pago somente após o mês de junho, em seis parcelas. Outro benefício é a postergação do IPVA e do licenciamento também para pagamento depois de junho.

Você pode gostar