Covid-19: simulação mostra risco de atividade física ao ar livre

Por

Um estudo feito por cientistas de universidades da Bélgica — Universidade Católica de Leuven — e da Holanda — Universidade de Tecnologia de Eindhoven — simulou o risco de contágio do novo coronavírus entre praticantes de atividade física ao ar livre. A pesquisa aponta que a distância ideal que as pessoas devem manter uma das outras é de 20 metros.

Com isso, eles organizaram recomendações para três tipos de exercícios. Para caminhada, a orientação é ficar de 4 a 5 metros de distância da pessoas que estiver à frente; para corrida, a distância mínima deve ser de 10 metros de quem estiver à frente; e para pedalada, recomenda-se pelo menos 20 metros distante da pessoa à frente.É importante destacar que o estudo analisou as gotículas de saliva e não o vírus da Covid-19. “As gotículas que nós geramos quando respiramos ou exalamos o ar são muito pequenas, na verdade, e não viajam para muito longe. Se estivermos falando e estamos parados, a uma distância de 1,5 metros, as suas gotículas não vão me alcançar e nem as minhas vão alcançar você” explicou o professor Bert Blocken ao G1.

Blocken explica o que acontece na simulação: “Como as gotículas são muito leves, precisam de algum tempo para chegar ao chão. Mas, se eu estou correndo muito perto atrás de você, eu vou respirar e inalar a sua nuvem de gotículas.” Por fim, ele indica o uso de máscaras ao praticar exercício para diminuir ainda mais o risco de contágio. “Se as máscaras forem boas, e se ajustarem muito bem ao rosto, podem parar as gotículas e também prevenir que você emita muitas delas no ambiente ou nas pessoas.”

Você pode gostar