Conheça 5 dicas para elaborar um currículo competitivo

Por

O atual momento é de incerteza na economia do país, por conta dos efeitos da pandemia, exigindo que profissionais de diferentes áreas – empregados ou não – se apresentem ao mercado de forma adequada e objetiva. Para a coordenadora de Recursos Humanos da Rede Windsor, Gisele Garcia, a formulação correta de um currículo faz grande diferença na seleção dos candidatos. “O currículo é o primeiro contato da pessoa com a empresa. Portanto, precisa ser atraente, com conteúdo relevante e enxuto, despertando no recrutador a vontade de conhecer o candidato”, destaca. Abaixo, a especialista exemplifica cinco dicas para orientar o candidato na conquista de uma nova vaga no mercado de trabalho:

1.Insira primeiro as informações pessoais:

Gisele lembra que os RHs das empresas recebem grande quantidade de material. E quase sempre, o tempo é bem curto. A coordenadora recomenda, portanto, uma estruturação lógica do CV, sempre priorizando os conteúdos mais atuais e relevantes do perfil. “O candidato deve incluir nome, bairro e cidade onde mora, telefone de contato e e-mail. Sugerimos não escrever o endereço, por uma questão de segurança”, explica.

2. Desenvolva um breve resumo da sua experiência e seus objetivos:

Descreva em que área pretende atuar e elabore um resumo sobre as suas principais experiências. “Esse resumo precisa ser consistente, já que é a área que o recrutador irá identificar se o candidato apresenta as características que ele procura para determinada vaga ou não. Se tiver alguma informação específica para o cargo é importante citar, como disponibilidade para viagens”, exemplifica a coordenadora.

3. Destaque as experiências mais recentes:

Em relação à experiência profissional, não há necessidade de incluir tudo que se fez na vida, mas apenas as experiências mais recentes. O candidato pode optar por inserir a atual (ou a última) e mais três registros. Os quais podem ser sequenciais ou mais relevantes da carreira que confirmem o objetivo citado no início do documento. Em cada descrição deve ser adicionado: empresa, cargo, data de entrada e saída. Não precisa escrever todas as funções exercidas no cargo, já que o resumo inserido no currículo cumpre essa função.

4. Invista em um currículo sucinto destacando as principais habilidades:

“Antigamente, os currículos eram imensos, com várias páginas. Hoje, recebo currículos que cabem em uma página apenas. Isso é ótimo, desde que o candidato saiba compilar e priorizar características, técnicas, competências e habilidades. Um erro frequente é se estender quanto às informações, como por exemplo, dizer que é dinâmico e que possui um bom relacionamento, já que essas características serão checadas pessoalmente durante o processo seletivo. Na dúvida, compartilhe o documento com algum amigo da mesma área e até mesmo com um profissional de RH”, explica.

5.  Divulgue o seu currículo no ambiente digital:

Além de um bom currículo, os candidatos também devem investir em um perfil atualizado no Linkedin, já que a plataforma é uma fonte de pesquisa para muitos recrutadores, também usada por muitas empresas para anunciar novas vagas. Outra dica é cadastrar o currículo no site das empresas que pretende trabalhar ou em canais reconhecidos na divulgação de vagas.

Você pode gostar