Botelho toma posse como presidente e diz não temer ser afastado

Por

O deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) tomou posse, nesta segunda-feira (1º), como presidente da Assembleia Legislativa pela terceira vez consecutiva. Ele será responsável pelo biênio 2021/22.Em conversa com a imprensa, pouco antes da posse, ele disse que não teme ser afastado do cargo pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Isso porque, na última semana, o STF afastou o deputado estadual de Roraima, Jalser Renier (SD), que iria para o seu sexto mandato como presidente  da Assembleia Legislativa daquele Estado. O Supremo ordenou que seja feita uma nova eleição para mesa diretora da Casa.

A decisão, que tem como base a proibição de reeleição na Câmara Federal e no Senado, pode refletir também em Mato Grosso.

“Vamos aguardar. O que acontecer, estamos aqui para cumprir com as determinações. Mas não há apreensão. Ninguém é dono de nada. Eu não sou dono do cargo, não sou dono do poder e ninguém é vitalício”, disse. Sobre a futura gestão, o democrata disse que acredita que essa será uma das melhores.

Também foram empossados  Janaina Riva (MDB), como vice-presidente, e Max Russi (PSB), como primeiro-secretário. Os deputados Wilson Santos (PSDB), como 2º vice-presidente, Valdir Barranco (PT), como 2º secretário, deputado Claudinei Lopes (PSL), como 3º secretário e Paulo Araújo (Progressistas), como 4º secretário.

“Nós vamos ser melhores. A cada momento estamos aprendendo, nossa vida é um aprendizado. Você é melhor hoje do que era há 10 anos. Para esse mandato, com certeza, estamos mais experientes, mais focados em alguns assuntos e creio que será melhor. Vai ser uma das melhores gestão nossa dentro dessa Casa”, afirmou.

Novo mandato

Botelho afirmou que seu principal objetivo para o próximo biênio é fortalecer as comissões permanentes da Assembleia. Ele declarou ainda que pretende elevar o nível de transparência da Casa.

“Eu vou trabalhar nessa gestão para fortalecer as comissões. Quero que as comissões na Assembleia passem a ter um poder maior, a atuar mais em todos os assuntos que correspondem a elas”, disse.

“Fomos classificados como a sexta Assembleia mais transparente pela entidade de combate à corrupção ligada ao Ministério da Justiça e vamos trabalhar para ficarmos entre as três mais transparentes e continuar nesse processo de administrar com rigor, com seriedade. Vamos gastar apenas o necessário. O que não for necessário, vamos devolver ao Estado para voltar para a população”, resumiu.

Pandemia

Botelho declarou ainda que a Assembleia irá trabalhar para contribuir com a vacinação em Mato Grosso. Por conta da pandemia, ele afirmou que as sessões na Casa continuarão de forma remota.

“Vamos continuar, nesse momento, focados na pandemia. Esperamos que venha logo a vacina. Vamos ajudar o Governo, a população, a conseguir a vacinação mais rápido possível”, afirmou..

“Estamos vivendo um momento de pandemia muito alta e com a chegada de uma nova variante. Temos que ter o cuidado nesse momento”, finalizou.

Fonte: MIDIA NEWS

Você pode gostar