Bolsonarista agride petista em sessão sobre uso medicinal da cannabis

Por

Em uma reunião da Câmara dos Deputados na manhã desta terça-feira (18) para debater sobre comercialização de medicamentos com Cannabis, o vice-líder da Oposição e presidente da comissão, Paulo Teixeira (PT-SP), foi agredido pelo deputado Diego Garcia (Podemos-PR). Ao não concordar com uma decisão de Teixeira, Garcia partiu em direção ao presidente, puxou o computador do deputado e o empurrou.

 A discussão teve início quando Garcia fez um requerimento para adiar a discussão, mas foi negado. Teixeira fez uma votação geral para que, quem concordasse, se manifestasse. Como não houve manifestações, ele negou o requerimento. Alguns deputados pediram então um votação nominal. No entanto, Teixeira negou a votação.

A discussão se iniciou e Garcia levantou de seu lugar no plenário, foi até a mesa de Teixeira, empurrou seu computador, deu um tapa em seu peito e o empurrou. Logo após, o parlamentar precisou ser acalmado pelos deputados para que a reunião pudesse ser retomada. Os deputados continuaram a discutir por algum tempo, mas sem novas agressões físicas.

“Esse deputado chegou aqui na frente e me deu um murro no peito”, disse Teixeira. Diego Garcia então gritou que não deu um murro. Teixeira afirmou então que ia pedir o filme. “Você me empurrou”, exclamou o presidente da comissão. Garcia rebateu e disse que “não teve violência”.

A sessão foi retomada e ainda estava em andamento na Câmara por volta das 13h20. A matéria em discussão é o PL 399/2015, que tornaria possível a comercialização de medicamentos que tenham a Cannabis em sua composição.

POR ESTADAO CONTEUDO

Você pode gostar