Deputado destina mais de R$ 1 milhão em emendas para cultura, esporte e lazer no Estado

Por

O deputado estadual Paulo Araújo (Progressistas) busca melhorias em benefício da população de Mato Grosso e em 2021 o trabalho permanece na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. “Tenho um carinho especial por Mato Grosso. Por esse motivo, destinei neste ano emendas parlamentares para as áreas de cultura, esporte e lazer”, anunciou o parlamentar.

Seis emendas de autoria do deputado estadual Paulo Araújo (Progressistas) foram destinadas a diversos municípios do Estado no ano de 2021. As emendas individuais de iniciativa parlamentar totalizam R$ 1.431.629,58 e destinam recursos para a construção de academia ao ar livre, de centro esportivo e incentivo à cultura,

Esporte e Lazer – Do montante total, R$ 465.814,80 foram destinados à Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) para execução de incentivo ao programa de apoio e fomento da pratica do esporte amador em Mato Grosso. Para a mesma secretaria, direcionada ao município de Várzea Grande, receberá R$ 450 mil reais para a construção de um Centro Esportivo e Lazer.

O recurso no valor de R$ 25 mil reais, será utilizado para construção de uma academia ao ar livre no município de Santa Terezinha. O pedido da emenda havia sido feito pelo ex-vereador Cleber Barros (PSDB) e o vereador Alessandro Borges (PL). “A construção dessa academia será importante para a comunidade, para a prática esportiva e entretenimento da comunidade”, destacou o deputado Paulo Araújo.

Cultura – Ainda para a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), Paulo Araújo destinou R$ 300 mil reais para o projeto Literamato, que visa à produção e difusão da literatura mato-grossense em livros de texto e em formato acessível. Já para o município de Várzea Grande para a promoção e o fortalecimento da cultura local foram destinados R$ 65.800 para a produção do documentário e catalogo: Tecelãos de Limpo Grande. O deputado também apresentou emenda para o município de Cuiabá, no valor de R$ 100 mil para o evento: Vale dos Dinossauros.

“Destinamos esses recurso de forma impositiva também para a área da cultura, esporte e lazer. Com investimentos para a construção de academia ao ar livre, centro esportivo entre outros. Acredito que Investir em esporte, é economizar em saúde. E investir em cultura é conservar o patrimônio cultural que é de interesse público, visto que ele representa a história de um local e dos que vivem nela”, declarou Araújo.

Você pode gostar