Acusado de matar policial é preso em MT

Por

Três criminosos de alta periculosidade, apontados como integrantes de uma organização criminosa atuante no estado do Amapá, foram presos em Rondonópolis (212 km de Cuiabá) numa ação integrada entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Federal (PF). Um deles estava com mandado de prisão em aberto por ter participado do homicídio de um policial no Amapá.

O flagrante foi registrado na tarde deste domingo (25) durante uma abordagem de rotina que parou uma caminhonete ocupada por quatro homens. Dois deles apresentaram documentos com indícios de falsificação enquanto um terceiro admitiu que era foragido da Justiça e informou seu nome verdadeiro.

No cruzamento de informações com a Polícia Civil do Amapá os agentes da PRF constaram que se tratava do foragido pela morte do policial e dos comparsas dele, todos com mandado de prisão em aberto.

Também foi confirmado que um deles é o chefe de uma facção criminosa do Estado onde mataram o policial. Ele estava foragido desde outubro de 2020, com dois mandados de prisão em aberto contra si.

Conforme a PRF, o criminoso também responde a processos na Justiça do Amapá por crimes de homicídio, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, roubo e associação ao crime organizado. Após o interrogatório na sede da Polícia Federal de Rondonópolis os três foram colocados à disposição do Poder Judiciário. Posteriormente, deverão ser recambiados para Amapá para continuarem a responder pelos crimes praticados naquele Estado.

Você pode gostar