Jovem mata homem a pedido do pai para não receber cobrança de dívida

Por

Pai e filho foram presos em flagrante por envolvimento na morte de um homem no município de Santa Terezinha (1.312 km a nordeste de Cuiabá). A vítima teria sido morta porque cobrou uma dívida.

Investigação da Polícia Civil de Mato Grosso e do Pará apontam que o pai atuou como mandante e o filho como executor do crime. Os dois foram autuados pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil.

As diligências iniciaram na manhã de terça-feira (2) após a Delegacia de Santa Terezinha ser acionada para atender uma ocorrência homicídio, na gleba Carlos Pellissioli, próximo à divisa de Mato Grosso com o Pará.

Segundo as informações, na noite anterior, segunda-feira (1), um homem jovem, magro e alto chegou à residência da vítima em uma motocicleta Broz e disse ter ido entregar uma parte do dinheiro que seu pai devia e que depois traria o restante.

Quando a vítima se aproximou, foi surpreendida com dois tiros, um na região do tórax e outro na boca.

Após presenciar o ocorrido, a companheira da vítima fugiu pela porta dos fundos e se escondeu na vegetação próxima, enquanto era procurada pelo rapaz. Após andar por horas dentro da mata fechada, a mulher chegou a uma casa onde pediu socorro.

A testemunha relatou que seu marido tinha um dinheiro a receber e cobrou a dívida de uma pessoa que mora em Santana do Araguaia, no Estado do Pará. Com base nas informações colhidas os policiais civis deslocaram-se até a cidade de Santana do Araguaia (PA) com intuito de identificar os autores do homicídio.

Em diligências em Santana do Araguaia, a equipe foi até a Delegacia da cidade, onde foram recebidos pelo delegado Diego Máximo, que junto de sua equipe contribuiu com as investigações para esclarecer o crime.

Durante o trabalho integrado, foi possível identificar o primeiro envolvido apontado como o mandante do homicídio. Na sequência conseguiram identificar o executor, como o filho do primeiro suspeito. Pai e filho foram localizados, presos e conduzidos para Delegacia de Vila Rica, responsável pelo município de Santa Terezinha, onde foram interrogados pelo delegado Luiz Felipe Nascimento de Leoni.

Segundo levantado, o pai já foi condenado por outro homicídio sob as mesmas circunstâncias. Nesta outra situação, a vítima, ex-mulher do suspeito, com quem tinha quatro filhos foi morta a facadas em razão de ter lhe cobrado uma dívida.

Diante das evidências, pai e filho foram autuados em flagrante pelo crime de homicídio qualificado, pelo motivo fútil pela utilização de meio que tornou impossível a defesa da vítima. Após a confecção dos autos a Polícia Civil representou pela prisão em flagrante em prisão preventiva dos acusados, deferido pela Justiça.

O delegado de polícia de Vila Rica e Santa Terezinha, Luiz Felipe Nascimento de Leoni, destacou o empenho e dedicação dos profissionais em solucionar o crime. (Com informações da assessoria)

Você pode gostar