51% dos brasileiros aceitam ser rastreados no iOS 14.5, diz estudo

Por
Atualização do iOS promete mais privacidade

iOS 14.5 chegou ao mundo todo no final de abril com uma novidade que tem dado o que falar: agora, aplicativos precisam pedir o consentimento dos usuários para coletar seus dados. De acordo com uma pesquisa realizada pelo AppsFlyer, 51% dos brasileiros que usam a nova versão do sistema operacional aceitaram ser rastreados.

As informações foram levantados durante a primeira semana do iOS 14.5. No período, só 7% dos usuários de iPhone atualizaram o sistema no país e, desses, a maior parte permitiu ser rastreado. Ao todo, a pesquisa avaliou 15 países, e o Brasil foi o local que teve maior taxa – Estados Unidos tiveram 29% de aceitação, Reino Unido 33%, Japão 31% e França 48%. A pesquisa levou em conta 15 milhões de usuários em todo o mundo e 950 aplicativos.

Outro levantamento, realizado pela Flurry, que pertence à operadora americana Verizon, levou em conta um milhão de apps que estão presentes em dois bilhões de celulares. Nas primeiras semanas do iOS 14.5 , o estudo percebeu que 13% dos usuários globais aceitaram ser rastreados – nos EUA, essa taxa cai para 5%.

A novidade da Apple no iOS tem causado polêmica em todo o mundo. Do lado dos usuários, a privacidade é melhorada; do lado dos aplicativos, porém, a possibilidade de ganhar dinheiro com publicidade diminui. É por isso que gigantes como o Facebook têm se posicionado contra a novidade nos iPhones .

Você pode gostar